Departamento de Psicologia e Sociologia 

Regente: Prof.ª Doutora Odete Nunes

Docente: Dra. Mónica Pires

               

Conteúdo programático da Cadeira de História e Sistemas de Psicologia:

 

 Ano Lectivo: 2006/2007

 

                

                       

PROGRAMA

 

Origem do nome e objecto de estudo

 

As raízes históricas da Psicologia na Antiguidade

 

A fase filosófica ou pré-científica: os periodos cosmológico, antropocêntrico e teocêntrico

A origem filosófica da Psicologia

O empirismo

O materialismo

O racionalismo

 

A origem científica da Psicologia

 

A Psicologia como Disciplina Científica

Wundt e a tradição alemã

 

Os Sistemas da Psicologia

O Estruturalismo

O Funcionalismo

A Reflexologia Russa

O Behaviorismo: Teorias da Personalidade dos principais autores

O Neobehaviorismo e o Cognitivismo: Teorias da Personalidade dos principais autores

A Psicanálise: Teoria da Personalidade de S. Freud e dos principais autores

A Gestalt e o Neogestaltismo: Teorias dos principais autores

Fenomenologia e o Existencialismo - As Teorias Organísmicas, Fenomenológicas e Existenciais: Teorias da Personalidade dos principais autores

O Humanismo: Teorias da Personalidade dos principais autores.

 

As Teorias da Personalidade com ênfase nos traços

 

Síntese, análise e comparação dos diversos Sistemas da Psicologia e das Teorias da Personalidade dos autores abordados.

 

 

Objectivos:

 

Conhecer as raízes históricas da Psicologia desde a antiguidade até à actualidade, história da evolução filosófica e científica que culmina no reconhecimento da Psicologia enquanto ciência autónoma;

Conhecer o desenvolvimento da Psicologia como ciência ao longo dos 2 últimos Séculos, através do estudo e caracterização dos Sistemas da Psicologia, dos autores neles enquadrados e dos respectivos modelos teóricos;

Conhecer, compreender e caracterizar as Teorias do desenvolvimento da Personalidade desenvolvidas pelos principais autores dos diversos Sistemas da Psicologia;

Adquirir capacidades de reflexão crítica acerca das diversas correntes e teorias.

 

 

Metodologia:

 

As aulas serão divididas em aulas teórico-práticas e práticas nas quais serão leccionados os conteúdos da Unidade Curricular e realizadas diversas actividades cujo objectivo e fomentar a compreensão e consolidação dos conhecimentos. O aluno deverá complementar o trabalho realizado nas sessões de contacto com o aprofundamento das temáticas leccionadas em casa através da leitura dos livros de leitura obrigatória e de textos recomendados.

 

Os alunos deverão realizar um trabalho de grupo (com o limite de quatro elementos por grupo), escrito (limite de 20 Páginas), redigido em formato de artigo científico e segundo as normas da APA (American Psychology Association) a ser entregue em data a combinar com o professor. Os temas dos trabalhos são distribuidos pelo professor na primeira aula. As exposições orais a decorrer nas aulas práticas são relativas ao trabalhos de grupo realizados. Na exposição oral os alunos deverão entregar um resumo do trabalho realizado ao Docente e a cada grupo de trabalho.

 

Para além do material disponibilizado pelo Docente e leituras recomendadas, os alunos deverão proceder à leitura de dois livros de leitura obrigatória que passamos a mencionar:

 

Schultz, D. & Schultz, S. (2005). História da psicologia moderna. São Paulo : Pioneira Thomson Learning.

Pervin, A. L. & John, P. O. (sd). Personalidade, teoria e pesquisa. Porto Alegre: Artmed.

 

 

   

Avaliação:

 

A avaliação da presente Unidade curricular realizar-se-á de forma contínua ao longo do Semestre. A avaliação final da Unidade Curricular é constituída pelo somatório dos seguintes elementos:

 

 

FORMAS DE AVALIAÇÃO

PONDERAÇÃO

A

Conjunto de dois testes

35% (7 v)

B

Conjunto de sete fichas

20% (4 v)

0.57 cada

C

Trabalho de grupo com o objectivo de aprofundar conhecimentos e desenvolver competências ao nível da compreensão e análise de um dos Sistemas da Psicologia e da caracterização da teoria de um autor pertencente ao mesmo

30% (6 v)

D

Exposição oral do trabalho de grupo

10% (2 v)

E

Assiduidade

5% (1 v)

 

Para o aluno ter aproveitamento na Cadeira, terá de ter uma nota igual ou superior a 10 valores na avaliação continua. Caso o aluno obtenha uma classificação inferior a 10 valores reprovará à Unidade Curricular podendo ser proposto a exame final, nesta situação a classificação do exame terá a ponderação de 100% da nota, devendo o aluno obter uma classificação igual ou superior a 10 valores para transitar à Unidade Curricular.

 

 

Bibliografia:

 

 

Livros de leitura obrigatória:

 

Schultz, D. & Schultz, S. (2005). História da psicologia moderna. São Paulo : Pioneira Thomson Learning.

 

Pervin, A. L. & John, P. O. (sd). Personalidade, teoria e pesquisa. Porto Alegre: Artmed.

 

Bibliografia geral

 

Alencar, E. (1976). Psicologia – Introdução aos princípios básicos do comportamento (11ª Ed.). Petrópolis: Editora Vozes.

 

Atkinson et. Al (1996). Hilgard’s introduction to psychology. London : Harcourt Brace

 

Capalbo, VC. (1987). Fenomenologia e ciências humanas. Rio de Janeiro: Âmbito Cultural Edições.

 

Beck, A. & Freeman, A. (1990). Teoria cognitiva dos transtornos da personalidade. Porto Alegre: Artes Médicas.

 

Bergeret, J. (1997). A personalidade normal e patológica. Lisboa: Climepsi.

 

Bleichmar & Bleichmar (sd). Psicanálise depois de Freud. Porto Alegre: Artes Médicas

 

Bozarth, J. (2004). Abordagem Centrada na Pessoa: Um paradigma revolucionário. Lisboa:UAL.

 

Brenna, J. F. (1994). History and systems of psychology (4th Ed.). New Jersey : Prentice Hall.

 

Brenner, C. (1972). Noções básicas de psicanálise. Rio de Janeiro: Imago Editora.

 

Burton, A. (1978). Teorias operacionais da personalidade. Rio de Janeiro: Imago Editora.

 

Caparrós, A. ( 1999 ).  História da psicologia. Lisboa: Plátano.

 

Cordon, J.M., Martinez; T.C. (1983). História da filosofia (1º e 2º Vols.). Lisboa: Edições 70.

 

Davidoff, L.L. (1980). Introdução à psicologia. S. Paulo: McGraw-Hill.

 

Erikson, E. (1980). Crescimento e crises da personalidade saudável. Lisboa: Moraes.

 

Feldman, R. (2001). Compreender a psicologia (5ª Ed.). Lisboa: McGraw-Hill.

 

Freud, S. (1989). An outline on psychoanalysis. New York : Norton.

 

Freud, S. (sd). Textos essenciais de psicanálise (Vol I, II e III). Lisboa: Publicações Europa América.

 

Gleitman, H & Gleitman, L. (1991). Psychology. (3rd Ed.). New York : Norton

 

Gonçalves, O. (2000). Terapias cognitivas: teorias e práticas (3ª Ed.). Porto: Edições Afrontamento.

 

Guimarães Lopes, R. (1982). Progressos em terapêutica psiquiátrica. Porto: Hospital Conde de Ferreira.

 

Guimarães Lopes, R. (2006). Psicologia da pessoa e elucidação psicopatológica. Porto : Higiomed.

 

Hall, C. Lindzey, G. & Campbell, J. (2000). Teorias da personalidade. Porto Alegre: Artmed.

 

Hipólito, J. (1999). Biografia de Carl Rogers. In J. Hipólito, A Pessoa Como Centro: Revista de Estudos Rogerianos, N.º 3. Editora Encontro.

 

Hunt, M. (1993). The story of psychology. New York . Anchor Books.

 

James, W. The principles of psychology.  (vol I & II). New York : Dover

 

Jesuíno, J.C. (1994). Psicologia – colecção o que é. Lisboa: Difusão Cultural.

 

Kendler, H. (1974):. Introdução à psicologia (vols. I e II). Lisboa: Manuais Universitários, Fundação Calouste Gulbenkian.

 

Leahey, T. (2004). Historia de la psicologia. Madrid: Prentice Hall.

 

Michel, H. (1989). Introdução à psicanálise. Lisboa: Edições 70.

 

Mueller, F.L. (1976). História da psicologia (Vols. I e II). Mem Martins: Biblioteca Universitária, Europa América.

 

Nye, R. (2002). Três psicologias: Freud, Rogers e Skinner. São Paulo : Thomson Learning.

 

Pervin, A. L. & John, P. O. (sd). Personalidade, teoria e pesquisa. Porto Alegre: Artmed.

 

Richard, M. (2001). Correntes da psicologia. Lisboa: Instituto Piaget.

 

Rogers, C. (2004).  Terapia centrada no cliente. Lisboa: UAL.

 

Rogers, C. (1980): Tornar-se pessoa. Lisboa: Ed. Moraes.

 

Santamaria, C. (2002). Historia de la psicologia: el nacimiento de una ciência. Barcelona: Arial.

 

Schultz, D. & Schultz, S. (2005). História da psicologia moderna. São Paulo: Pioneira Thomson Learning.

 

Skinner, B.F., Eysenck, H. J., Broadbent, Laing, D., Chomsky, N., Timbergen, N. et al. (1981). Os psicólogos e a psicologia. Edições 70.

 

Weiten, W. (2002). Introdução à psicologia (4ª Ed.). São Paulo: Pioneira, Thomson Teaching.